AR CONDICIONADO

O condicionamento do ar é o processo que regula, artificialmente, a temperatura, fluxo de ar e umidade, proporcionando um ambiente agradável aos seus usuários a um nível desejado.

O sistema de ar condicionado deve manter o ambiente da cabine em condição confortável para o operador, mesmo que as condições do lado externo do veículo sejam desfavoráveis.

Tipos de ar

Ar condicionado analógico.

É o mais comum deles, ele tem botões rotatórios ou deslizantes com sistema manual de temperatura. Neste caso o usuário escolhe a temperatura em uma escala, mas o sistema não consegue manter essa temperatura fazendo que ajustes frequentes sejam obrigatórios. O usuário precisa também definir a velocidade do ventilador e operar a recirculação quando necessário.

.Ar condicionado automático.

O sistema é bem parecido com o sistema do ar condicionado analógico, a grande diferença é que neste caso o controle de temperatura é automático. Esse ar condicionado, diferentemente do ar condicionado analógico, mantém a temperatura escolhida na cabine evitando que o usuário fique fazendo ajustes a todo o momento.

.Ar condicionado digital.

Esse ar condicionado é controlado por botões simples, mas com todas as informações em uma tela, ser digital, no entanto não significa ter controle automático de temperatura. Somente no “ar condicionado digital automático” a temperatura do ar escolhida pode ser mantida caso seja acionado o botão “AUTO”. O aparelho decide a velocidade do ventilador e a direção que o vento deve seguir além de abrir e fechar a circulação de ar a fim de alcançar a temperatura escolhida pelo usuário.

O ar condicionado vem sendo usado em um número cada vez maior no interior de máquinas e equipamentos. Vários fatores têm influenciado este aumento. Além da diminuição do preço, a questão do conforto também faz com que operadores preferiram enfrentar a poeira sem ter de suportar o desgaste com o calor tropical típico de boa parte de nosso país, o barulho ensurdecedor dos grandes centros urbanos, já que nesse caso, as janelas podem ficar fechadas.

Um fator muito importante é a qualidade de vida que o ar condicionado proporciona aos usuários. A satisfação de estar em um ambiente confortável, sem poeira, evitando respirar ar poluído, como a fumaça de equipamentos, e principalmente o barulho externo tem influenciado muito, reduzindo o stress, principalmente para aqueles que têm a máquina como uma ferramenta de trabalho. O aumento da produtividade é evidente.

Algumas dicas gerais de uso e importantes sobre o ar condicionado:

1 – Ligar o ar condicionado não gasta o gás do sistema, não se preocupe. Isso é uma das maiores bobagens sobre o assunto. O gás, aliás, não precisa ser completado ou reposto se tudo estiver em dia. Ele só vazará em caso de defeito.

2 – O gás do ar também não vicia nem fica velho, como você deve ter escutado por aí. Se tudo estiver correto, pode durar toda a vida útil da maquina.

3 – O mesmo vale para o óleo do ar (sim, vai óleo no ar). Diferentemente do motor do carro, ele precisa ser trocado ou completado só em caso de vazamento ou manutenção do sistema.

4 – Em equipamentos com ar automático (aquele digital que você regula a temperatura) a velocidade do ar não interfere na temperatura interna. Ou seja, se você deixou em 23 graus, o ambiente interno ficará em 23 graus na velocidade número 2 ou 3 do ventilador. A velocidade maior só fará com que o ambiente interno chegue à temperatura indicada mais rapidamente. Depois, ele manterá a mesma.

5 – No ciclo urbano, as máquinas gastam em média de 5% a 10% mais com o ar ligado do que se estivesse desligado. Não entre na conversa de que o consumo cai pela metade.

6 – Durante o inverno ou nos períodos em que o aparelho não seja usado por muito tempo, deve-se ligá-lo por uns 10 minutos durante a semana, a fim de se evitar danos no compressor, principalmente no selo retentor de vedação do eixo e mangueiras especiais de refrigeração, consequentemente escape do gás refrigerante; Não esqueça claro, de conferir o filtro de cabine para garantir que não entrem impurezas para o veículo.

7 – Quando a máquina está a muito tempo parada sob o sol forte é bom abrir os vidros para circular o ar novo antes de fechar tudo e ligar o ar condicionado. Caso contrário, a troca térmica vai demorar mais tempo dentro da maquina. Logo após feche as janelas, nunca deixando a menor entrada de ar externo, para um melhor aproveitamento da refrigeração;

8 – Sempre que possível mande examinar a tensão da correia do compressor e não se preocupe com a água que normalmente escorre através dos tubos de drenagem do seu evaporador, para fora e de baixo de seu equipamento. Trata-se da desumidificação do ar interno, que seu aparelho removeu para o exterior;

9 – É indicado desligar o ar quando estiver chegando ao destino e deixar somente a ventilação. Isso elimina a umidade na tubulação e evita a proliferação de fungos.

10 – Em dias de chuva, aparelho de ar condicionado funciona também como desembaçador dos vidros, além de manter uma temperatura interna constante, a gosto do usuário;

11 – A fumaça e o ar viciado dentro do seu carro devem ser eliminados, abrindo-se, por alguns minutos, os quebra-ventos ou janelas, ou desligando o sistema de recirculação de ar interno.

12 – A recirculação do ar, isto é, circulação do ar do próprio habitáculo, sem entrada de ar externo, é indicada para:

  • Resfriamento mais rápido;
  • Evitar a entrada de poeira, fumaça e odores externos;
  • Passadas estas condições, recomendamos utilizar a tomada de ar externo para renovar o ar do habitáculo.

Manutenção

A manutenção do filtro de cabine deve ser feita obedecendo à orientação

do fabricante do produto, consulte sempre o manual de operação e manutenção.

Por que fazer manutenção periodicamente?

  • Para manter o rendimento;
  • Prolongamento da vida útil do equipamento;
  • Evita quebras, reduzindo os gastos com trocas de peças;
  • Manter os aparelhos limpos evita a concentração de ácaros, fungos, mofos e bactérias, mantendo o ar sempre puro.

Alertas para a troca

Como a alta concentração de poluentes no ambiente pode influenciar a validade do filtro, a troca também é recomendada sempre que forem observadas as seguintes condições:

  • Odor desagradável (filtro e sistema de ventilação sujos);
  • Redução da entrada de ar para a cabine (filtro saturado);
  • Perda de eficiência do ar condicionado;
  • Sensação de ar pesado no interior do veículo.

Redigido por Paulo Tagliaferri